2005

MULTIPLICAÇÃO CLÁSSICA

Imagem de pendor clássico,

Eleva-nos à perfeição,

Neste planeta onde tudo é errático,

Ainda haverá lugar para mais acção?


Figuras antigas, ideal recente

Aqui e agora utilizam suportes digitais,

Eis que surgem espaços, outrora ausentes

Neste mundo que se quer minimal.


Multiplicação clássica de doríforos,

A essência é a perfeição

A transfiguração é recente,

Neste tema de eleição.


Trabalhando neste laboratório de ideias magníficas,

Serei talvez pintora e mãe de certeza

Embora pouco convencional, dizem...

Amando a arte mais perfeita que são os filhos...

Na escola estuda-se a arte de bem... (o que quer que seja)

E a vida ensina-nos como vamos desorganizar, esse saber arrumado

Em pequenas caixas catalogadas, ordenadas, irritantemente alinhadas

À espera da oportunidade para ser caótico!

Deito mãos às tintas, compondo pedaços de renovação

Nesta era que é da reciclagem

Nada se perde, tudo é evolução

São pedaços de lua, sol, de vento...

(em constante transfiguração?)

Maria Rosas

@ Sheraton, Porto